terça-feira, 3 de maio de 2016

Lembranças....

Olá, amigos! Recebemos depoimento de um ex-atleta que integrou o plantel do EC Real Madri de Santa Rosa, nos bons tempos, que hoje à distância,  retém na memória os bons momentos vividos. Nego Marafiga, como era conhecido no futebol, hoje reside em Dourados/MS, nos enviou este depoimento, no qual o reproduzimos na íntegra: 



"Tive oportunidade de participar por muitos anos desse grande clube de futebol REAL MADRID eu sou o (NEGO MARAFIGA) estive em 1977 com apenas com 17 anos no banco de reservas quando SERGIO CACHORRO fuzilou ADÃO GNATTA goleiro da época do DÍNAMO em um jogo de muita luta por parte de ambas as equipes, também estive em campo em PORTO LUCENA onde após o jogo fomos atacados pela torcida adversária onde meu saudoso pai OLIVIO MARAFIGA foi atingido e acabou tendo seu braço esquerdo quebrado, estive em Campo também em SANTA ROSA quando em substituições erradas feitas pelo então treinador OSVALDINO me tirando juntamente com o saudoso TABORDA no intervalo do jogo onde o placar era favorável a nós por 1x0 acabamos por perder a final dentro do ESTADIO CARLOS DENARDIN pelo placar de 2x1 estive em campo também em SANTA ROSA e em CAMPINAS DAS MISSÕES nos dois jogos realizados naquela cidade onde ali se encontravam em torno de 3.000 pessoas sem nenhuma segurança aos jogadores e dirigentes do REAL MADRID. Realmente tínhamos uma equipe de respeito como saudoso SACI que ao findar o campeonato foi morar em CAMPINAS e defender as cores do clube daquela cidade, era escalado mais o menos assim CARLOS- VALCI- CLAUDIO MAROSTEGA- TATO MORONI- NEGO RECALCATTI- VALMOR- SACI- TABORDA- NANICO- NEGO MARAFIGA- SERGIO CACHORRO- CHICO TIMM opções de banco SANTINHO - VALMOR - MILTON MARAFIGA - LUIS COUTINHO - e muitos outros todos em condições de jogar igual aos que começavam jogando, tivemos uma semifinal contra uma equipe de TUCUNDUVA onde ganhamos lá o primeiro jogo por 1x0 e no jogo em casa perdíamos por 2x0 no primeiro tempo logo no inicio do segundo tempo fizemos o primeiro gol e num sufoco aos 45 minutos numa falta o CLAUDIO MAROSTEGA acertou grande chute de falta e empatou o jogo e classificamos para a grande final contra CAMPINAS, antes disso o Osvaldino havia dito no vestiário que caso perdêssemos colocaria fogo nas camisas após o jogo dentro de campo e acabaria com aquele clube, mas se caso classificássemos atravessaria o CARLOS DENARDIN virando cambalhota e foi o que fez ao terminar o jogo, são histórias que trazem muitas saudades nos dias de hoje e se ficar aqui escrevendo tenho assunto pra muitos dias. Então aqui ficam meus agradecimentos a todos que fundaram essa pagina e dizer que fiquei muito feliz quando a descobri e que podia ser mais divulgada para que cada um que contribuiu para que existisse essa história do futebol Santa-rosense pudesse colocar um pouco do que viveu nesses gramados da nossa região do Alto Uruguai, por exemplo meu cunhado NERI FERREIRA CORREA o (GRIFU) chegou a ser considerado melhor jogador do interior do RIO GRANDE DO SUL e não tem nenhuma divulgação pela grande contribuição que teve sua pessoa para história e tantos outros que fizeram história no gramado do ESTADIO CARLOS DENARDIN como por exemplo (PERIGOSO) que jogou no DINAMO (ZÉ PEDRO) do IPIRANGA DA SULINA (TONINHO) do Palmeiras da Glória (NANICO) Real Madrid (BAITACA) Dínamo e por ai a fora são tantos outros, mas fica aqui meu grande abraço a todos com quem tive o prazer de jogar junto ou mesmo como adversário que todos fiquem na Paz  DO NOSSO SENHOR DEUS."


Nosso agradecimento a Nego Marafiga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário