quarta-feira, 12 de junho de 2013

Por Onde Anda?

WALTER WIENANDTS


Na foto, eu e minha esposa Vera Maria.
Nasci em Camaquã/RS., a quatro de agosto de 1939. Sou filho de Elymar e Maria Wienandts. Em 1950, passei a residir em Três de Maio/RS., e posteriormente, em Santa Rosa/RS. Casei-me com Vera Maria Cardoso e desse casamento, nasceram os filhos Ricardo, Eduardo e Alexandre (falecido) e as filhas Patrícia e Julia (falecida). Temos duas netas, três netos e duas bisnetas. Atualmente residente em Osório (RS), também conhecida como A Terra dos Bons Ventos.

Passei parte da minha infância,  em Três de Maio e depois em Santa Rosa. O que mais lembro e com saudades são as brincadeiras e jogos  (bodoque, bolitas, carrinhos de madeiras , e das “artes”,  tais como arapucas, para pegar passarinhos, explodir latas com carbureto e as munições para os bodoques, que eram de esferas de rolamentos... e outras tantas.

Minha vida esportiva teve inicio  aos 16 anos, quando passei a defender a categoria de aspirantes com as  cores do Paladino F.C., no saudoso campo do Pessegueiro. Já em l958, passei a jogar no Esporte Clube Aliança (vide página nº 81, da obra de João Jayme Araújo - Baú de Relíquias), onde o time conquistou o título de campeão citadino e em l959 e foi Campeão Estadual, Série Amarela. Atuava como ponta esquerda e meu forte eram as jogadas da linha de fundo, onde fazia cruzamentos aéreos para as cabeçadas certeiras e mortais do Pinicilina, ou então bolas cruzadas e rasteiras na entrada da área, onde aparecia o Alceu Mallmann, que tinha um chute fortíssimo e quase que indefensável. Em 1960, mudamos para Tucunduva, onde, jogando pelo Gaúcho Futebol Clube, mais uma vez ajudei a conquistar títulos como Tri-Campeão Regional e em 1965, mais um título, o de Campeão Estadual de Amadores, encerrando assim minha carreira como  jogador de futebol de campo. Joguei ainda Futebol de Salão, quando voltamos à Santa Rosa, em campeonatos promovidos pelo SESC, pelas firmas Ferragens Missioneira Ltda. de Santa Rosa e Comércio e Representações Fricke Ltda., de Ijuí, quando morávamos. Sinto muitas saudades daqueles tempos, pois, além das grandes vitórias, tive oportunidade de conhecer outras cidades e o que é mais importante, fazer grandes amizades, mesmo com jogadores adversários, pois, sempre tratei a todos, com respeito e educação. Atualmente, estou aposentado como comerciário, curto a família, principalmente as bisnetas, que também residem aqui em Osório. Adoro torcer pelo Inter e “secar” os azuis... numa boa! Como hobby, faço artesanato (vide Artesanato de Madeira Walter  Wienandts, no Yotube). (Saiba mais...).

Walter fez parte do grupo do EC Aliança, Grande Campeão Estadual da Série Amarela, em 1959. Walter é o último, agachado,  à esquerda.

Equipe do E. C. Aliança que disputou o campeonato em 1962- Em pe´: Raul Meneguini, Lauro Frainer, Pedro Dias (Mulita) João Manoel Lopes (Jambalaia), Valdir Lima, João Carlos Duarte, Valter Pereira Oliveira (Taquariano), e Edmundo  Gund. Agachados: Luiz Fortes Rodrigues (Gordo), Eloi Pereira (Taquariano), Fredolino Schulz (Penicilina), Neri Cappellari e Valter Wienandts.

Nenhum comentário:

Postar um comentário