sexta-feira, 12 de julho de 2013

Por Onde Anda?


CHARLES DANILO JONER
 

Nasceu em Santa Rosa/RS., em 10 de fevereiro de 1933.  Filho de Alfredo Joner e Idalina Dapper Joner.  Tinha apelido de Chaplin.

Casou-se com Maria Augusta Fernandes e tiveram quatro filhos Carlos Augusto (Kako) Rosângela (Suzi) Paulo Danilo (Keko) e Cláudio (Coelho). Nove netos: Joana, Júlia, Cintia, Vinicius, Artur, Leandro, Cátia, Enrique e Joaquin. Grau de escolaridade: segundo grau completo
Passou a infância na chamada cidade velha de Santa Rosa, em torno do Colégio Liminha. Desde muito pequeno jogava bola, caçava passarinho e tomava banho no rio Pessegueiro. Estes foram seu passatempo preferido. Quando ganhou sua primeira pelota, aos nove anos de idade, o sair pelo portão de sua casa, deu um baita de um balão, arremessando sua bola para muito longe, rindo, na mais pura felicidade.


Começou jogando nos potreiros, próximo ao Edmundo Pilz, abaixo do hoje Hospital Vida e Saúde. Logo depois fundou dois times de futebol infantil, o primeiro com camisetas listradas, vermelha e branca e, o outro, azul e branco, pegadas diretamente da loja de Secos e Molhados de seu pai Alfredo Joner.

Já, com dezesseis anos de idade, estudando no Ginásio Salesiano Champagnat de Cruz Alta, ao voltar de férias, foi convocado para jogar no seu primeiro e único clube - o glorioso alvo rubro Paladino, no qual foi um dos maiores goleadores da cidade de Santa Rosa. Centroavante, de um potente chute de direita, assinalou gols com ambos os pés, mas raramente marcava de cabeça. Na sua conta, entra três gols olímpicos e um de voleio, inesquecível, na cidade de Leandro Alen – Misiones / Argentina (onde os torcedores castelhanos, o batizaram de El Didi – o “folha-seca”, ao ser carregado nos ombros de los hermanos, ao término da partida), e muitos outros de fora da grande área – verdadeiros balaços. Foi ainda convidado para jogar no Novo Hamburgo / RS, mas preferiu seguir jogando perto de seu Pessegueirinho.

Charles lembra ainda, que chegou jogar como convidado pelo Juventus de Santa Rosa, time do Jaime Araújo e do saudoso Mulita, em Oberá – Misiones / Argentina, jogo este, que terminou em um intenso empate de 2 x 2.

Torcedor desde sempre do 
Sport Club Internacional de Porto Alegre e com oitenta anos de idade, aposentado, Charles que já foi sócio-proprietário da empresa Móveis Joner. Hoje, vive comodamente em seu apartamento na principal avenida de sua cidade natal – Rio Branco, 335.




 Colaboração de João Jayme Araujo/POA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário