quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Paladino F.C.


Fundado em 21 de julho de 1946

COMO NASCEU O PALADINO FUTEBOL CLUBE 
Com o desaparecimento do Uruguai, inexistiam times de futebol na cidade de Santa Rosa. Foi quando chegou à cidade, vindo de Gravataí, Waldemar Simeão, que ficara lotado na Delegacia de Polícia. Juntou-se ao Senhor Moré, juntamente com os filhos deste, Dino e Arnildo, fundaram em 21 de julho de 1946, o Paladino Futebol Clube, mesmo nome do de Gravataí, escolhendo como cores o vermelho e o branco.
Faziam amistosos contra o Oriental de Três de Maio, Aurora de Cerro Largo, Grêmio e Elite de Santo Ângelo, dentre outros. E assim foi crescendo e tendo relativamente, longa vida.
Primeira Diretoria do Paladino: Presidente: Norberto Moré; Vice-presidente: Alberto Samaniego (Paraguaio); 1º Secretario: Reneu Steffen; 2º Secretário: Jacob Mander; 1º Tesoureiro: Alfredo Moré: 2º Tesoureiro: Valdemar Simeão.
NOLY JONER 

No Paladino Futebol Clube, um dos maiores jogadores foi Noly Jonner. Seu irmão Charles “pintava” bem no segundo time e foi guindado ao principal, segundo uns, graças ao prestigio de Noly. Depois de um início não tão bom, como costuma acontecer, tornou-se um artilheiro nato e durante vários anos o primeiro entre os goleados. Além dessa virtude, era um velocista nato e portador de um chute forte e certeiro.

GERMANO WUST
Germano Wust chegou à Santa Rosa, vindo de Santo Ângelo, como preposto da Construtora Medáglia, firma especializada no ramo da construção civil.
Torcedor do Grêmio Santo Angolense, logo se afeiçoou pelo Paladino, passou a fazer parte dos quadros diretivos, chegando logo ao cargo de Presidente. Por suas ligações com o clube de Santo Ângelo estreitaram=se os laços dentre as duas agremiações, que fizeram partidas memoráveis. Com esse impulso o Paladino tornou-se mais conhecido e respeitado. Foi o presidente que mais tempo ficou, brilhantemente, no desempenho do encargo. 

JOEL BRAGANÇA
Houve, em Santa Rosa uma das mais importantes empresas ligada à comercialização da soja. Chamava-se Floresta S.A. e tinha como expoentes JOÃO HOFFMANN e LEONISIO GRANDO. Importado como contabilista, aqui chegou, vindo de Sant’Ana do Livramento JOEL ITARVENU BARRETO DE BRAGANÇA, que atuara no 14 de Julho.
Com sua sabida experiência logo se enturmou no Paladino e conseguiu ser um dos destaques. Jogava como ponta de lança ou de zagueiro central. Houve um pênalti a favor. Se o gol fosse convertido o Paladino alcançaria o título. Os batedores oficiais eram Chico Queiroz e Charles. Estes se entreolharam, como a dizer - quem bate?
Joel agarrou a bola, colocou-a na marca da cal, dizendo – é tudo comigo!
Desperdiçou a cobrança, o titulo não veio e ele, para continuar jogando, formou o Floresta F.C. onde, os cobras eram o próprio, Joel, Carlinhos Hoffmann e Bernardo Elisalde, o CAMANGA.
 Colaboração João Jayme Araújo


Inauguração da Sede do Paladino FC


Ficha de inscrição do maior jogador da história do Paladino



Placa comemorativa oferecida pela
Confederação Rio-grandense de Futebol

CONQUISTAS


CAMPEONATO CITADINO DE SANTA ROSA

Tricampeão em 1970, 1971 e 1972

Bicampeão em 1966 e 1967

Bicampeão em 1961 e 1962

Tetracampeão em 1950, 1951, 1952 e 1953
Campeão em 1948

CAMPEONATO MUNICIPAL DE SANTA ROSA
Campeão em 1976

TAÇA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA ROSA
Bicampeão em 1970 e 1971.

CAMPEONTO ESTADUAL DE AMADORES
Em 1964, foi campeão da Chave 4 - Série Amarela 

Pai de Mauro Galvão jogou no Paladino em 1964(foto acima).



PRESIDENTES E PATRONO

Bandeira histórica do Paladino

Bandeira histórica do Paladino



   Décio,Nique,Julio, Ernani, Nino e Napoleão. Charles, Nolly, Lauro, Paulo Terra e Carlinhos.




As tres histonhas a seguir foram contadas por João jayme Araujo.
As fotos são de Ruy Araujo Graffunder




Fotos a seguir nos foram enviadas por Lothar






 
Ano 1962 - Estádio Carlos Denardin, por ocasião do Clássico AL-PAL, Aliança e Paladino, Raul Meneguini do Aliança e Pedrinho Acosta do Paladino, ambos quarto zagueiros.










































POR ONDE ANDA!

Clique nos nomes para acessar o histórico do atleta que fez história no clube.
Colaboração de João Jayme Araujo/POA.


Antonio Carlos Sfoggia Nunes
Juarez Assis dos Santos
Lourival Mussi de Andrade

3 comentários:

  1. Existe ainda esta equipe Paladino?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Paladino ainda existe, Diego! Possui uma grande sede na Rua Santa Rosa, com quadro social, diretoria e possui uma ação social, cedendo uma das salas para o AA gratuitamente. Obrigado!

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir